“Mar de Luz”

fb-share-icon0

Total de Visualizações 228 

Evocação dos 75 anos do naufrágio de 1947 que vitimou 152 pescadores

 

No próximo dia 2 de dezembro, passam-se 75 anos do fatídico naufrágio de 1947, que ceifou a vida a 152 pescadores de Matosinhos, de apenas quatro traineiras, fruto de um inusitado temporal.

As quatro embarcações que naufragaram foram a “São Salvador”, a “D. Manuel”, a “Maria Miguel” e a “Rosa Faustino”, cada uma com cerca de 40 pescadores. De acordo com crónicas da época, 71 mulheres ficaram viúvas e 100 crianças órfãs.

Este trágico acontecimento deixou um sentimento de luto, dor e sofrimento incalculável em Matosinhos, que ainda hoje permanece vivo na memória coletiva dos matosinhenses.

A Câmara Municipal de Matosinhos decidiu homenagear os 152 pescadores que perderam a vida no mar, assim como as suas famílias, com o evento “Mar de Luz”.

O programa comemorativo conta com a colaboração da Associação dos Pescadores Aposentados de Matosinhos, Núcleo de Amigos dos Pescadores de Matosinhos, Comissão Administrativa do Mártir S. Sebastião, Capitania do Porto de Leixões, Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Leixões, Grupo Etnográfico os Pescadores do Castelo, Rancho Folclórico Infantil Vareirinhos de Matosinhos, Rancho Folclórico dos Pescadores de Matosinhos, Coral CCD de Matosinhos, Coro de Jovens de Leça da Palmeira, Coral Litúrgico da Paróquia de Matosinhos, Associação de Pensionistas e Reformados, Os Triunfadores, Vidi Aquam, Coral Nossa Senhora da Hora, Grupo de Teatro do Orfeão de Matosinhos e Centro Columbófilo de Matosinhos.

As comemorações iniciam-se no dia 1 de dezembro, pelas 17h00, com a atuação de um grupo coral composto simbolicamente por 152 vozes de matosinhenses junto ao Museu da Memória de Matosinhos.

152 velas, construídas com a participação da comunidade piscatória, serão colocadas a flutuar no espelho de água da Biblioteca Municipal Florbela Espanca. Seguir-se-á a cerimónia de colocação das bandeiras a meia-haste do Edifício dos Paços do Concelho.

No dia 2, pelas 09h30, irá iniciar-se uma romagem, desde a Casa dos Pescadores até à praia de Matosinhos, para colocação de flores junto à escultura “Tragédia do Mar”, da autoria do artista José João de Brito.

Na Capela de Santo Amaro, pelas 11h00, será celebrada uma eucaristia em memória dos pescadores falecidos, presidida pelo pároco Emanuel Brandão e concelebrada pelo Cónego José Fabião.

Ao meio-dia, sairão quatro traineiras da Barra de Leixões, ao largo da Praia de Matosinhos, num desfile marítimo acompanhado pelo Salva-vidas da Capitania do Porto de Leixões.

Pelas 16h00, o Museu da Memória de Matosinhos irá inaugurar a exposição temporária “Romagem de saudade”, centrada nas memórias históricas, materiais e imateriais do Naufrágio de 1947. Entre as 15h00 e as 18h00, será exibido o documentário “Senhor Deus dos Desgraçados”.

 

TVSH 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *