Distrito do Porto perdeu mais de 31 mil habitantes em 14 municípios

fb-share-icon0

Total de Visualizações 330 

O distrito do Porto perdeu na ultima década 31.770 habitantes em 14 dos 18 municípios, com significativa expressão em Baião, Amarante e Marco de Canaveses, assim como no Porto, que conta menos 5791 residentes.

 

Segundo os resultados definitivos do Instituto Nacional de Estatística (INE) dos Censos 2021, hoje divulgados, o distrito do Porto tem 1.785.405 habitantes, menos 31.770 do que em 2011, o equivalente a 1,7%, quando registava 1.817.175 residentes.

Baião foi o concelho onde o número de habitantes mais decresceu (-14,6%), passando de 20.522 em 2011 para 17.534, seguindo-se o concelho de Amarante, que viu reduzido o número de habitantes a 52.116 em 2021 (-7,3%) e o concelho do Marco de Canaveses, que passou de 53.450 para 49.541 (-7,3%).

A par destes concelhos, que registaram uma diminuição de população mais acentuada, nove municípios do distrito do Porto registaram um decréscimo superior a 1%: Santo Tirso (-5,3%), Felgueiras (-3,8%), Penafiel (-3,6%), Paredes (-2,9%), Porto (-2,4%), Gondomar (-2,2%), Matosinhos (-1,7%), Paços de Ferreira (-1,3%) e Trofa (-1,2%).

Também os concelhos da Maia e de Lousada registaram decréscimos ligeiros, -0,24% e -0,05%, respetivamente.

De acordo com os Censos 2021, o concelho do Porto (capital de distrito) perdeu 2,4% da população, passando de 237.591 habitantes para 231.800 em uma década, o equivalente a menos 5.791 residentes.

Contrariando a tendência de 14 dos 18 concelhos do distrito do Porto, em Vila do Conde o número de habitantes aumentou 1,6%, Póvoa de Varzim aumentou 1,34%, em Valongo o crescimento foi de 0,8% e em Vila Nova de Gaia de 0,5%.

No distrito do Porto, os resultados definitivos dos Censos 2021 são semelhantes aos dados preliminares divulgados em julho de 2021, diferindo no número de concelhos onde foi registado um decréscimo de população, que passam a 14 ao incluir Lousada que, à semelhança dos restantes, registou uma diminuição de residentes.

Outra das diferenças entre os dois documentos assenta no número total de habitantes perdidos ao longo da última década no distrito, que, de acordo com os resultados definitivos, são mais 1251 do que os inicialmente divulgados (30.519 habitantes).

A fase de recolha dos Censos 2021 decorreu entre 5 de abril e 31 de maio e os dados referem-se à data do momento censitário, dia 19 de abril de 2021.

 

Créditos: JN

TVSH 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *