image

A 13 de maio, todos vamos acender uma vela em casa. Reitor do Santuário de Fátima propõe “peregrinação pelo coração” Numa mensagem ao peregrinos, o reitor do santuário explicou que é “um momento doloroso” mas pede que se acompanhem as celebrações pela “comunicação social, internet e redes sociais”.

6 Maio, 2020 310 37 Sem comentários

Description

Depois de Portugal ter passado do estado de emergência à situação de calamidade pública, e de começar a aliviar as medidas de alguns setores económicos, pôs-se em cima da mesa a possibilidade de realização das celebrações do 13 de maio no Santuário de Fátima. As mesmas não vão acontecer e o próprio santuário, na pessoa do reitor, apela a que os peregrinos não se desloquem àquele local nos dias 12 e 13 de maio.

Esta é a primeira vez na história deste local que se realizam as cerimónias sem a presença dos milhares de peregrinos. Em vez disso, é pedido que se faça uma “peregrinação pelo coração” e que em vez da procissão das velas em Fátima se acenda uma vela em casa.

a
Ver artigo

 

Este é um momento doloroso: o santuário existe para acolher os peregrinos e não o podermos fazer é motivo de grande tristeza. Mas esta decisão é igualmente um ato de responsabilidade para com os peregrinos, defendendo a sua saúde e o seu bem-estar”, começou por explicar o reitor do Santuário de Fátima, o padre Carlos Cabecinhas, numa mensagem publicada no site do santuário.

 

 

créditos MAGG

https://magg.sapo.pt/

 

Atualidade